Brasil terá o dobro de rodovias duplicadas

Fonte: blogdadilma.blog.br | Foto: Google
Fonte: blogdadilma.blog.br | Foto: Google

 

O Brasil terá nos próximos anos uma nova rede de transporte jamais construída. A presidenta Dilma Rousseff lançou  hoje o Programa de Investimentos em Logística:Rodovias e Ferrovias. Segundo ela, o Brasil finalmente terá uma infraestrutura compatível com o seu tamanho. O programa prevê investimentos de R$ 133 bilhões para a modernização e ampliação da malha rodoviária e ferroviária.

  Serão transferidos à iniciativa privada 7,5 mil km de estradas que deverão ser duplicadas, sendo 5 mil km nos próximos cinco anos. Hoje, o Brasil tem cerca de 5 mil km de rodovias com pista dupla. Em ferrovias, serão construídos 10 mil km, aumentando a malha ferroviária atual de 28 mil km.
  “Nós estamos iniciando hoje nessa solenidade uma etapa da qual o Brasil vai sair mais rico e mais forte, mais moderno e mais competitivo. Uma etapa que dará à economiabrasileira o tamanho que as necessidades de nossa população exigem. O Brasil terá, finalmente, uma infraestrutura compatível com o seu tamanho”, afirmou.Segundo a presidenta, o programa de concessões tem como objetivo reduzir o custo do transporte e tornar a economia mais competitiva. Dilma afirmou também que o Programa de Investimentos em Logística, que se iniciou com concessões de rodovias e ferrovias, futuramente vai abranger portos, aeroportos e hidrovias.
  “Nós, há dez anos, sabemos que estamos construindo, sim, um país mais justo. Agora nós temos de avançar na construção de um Brasil que, para continuar sendo justo, deve ter uma economia cada vez mais competitiva, com boa infraestrutura, com custo Brasil reduzido porque o custo Brasil, hoje, é diferente do custo Brasil de 2003 que era o risco país de mil por cento. Um risco país que nós tínhamos que computar em todos os projetos de infraestrutura”, disse.
dos os projetos de infraestrutura”, disse.
quadro

Leave a Response