Mais 60 mil famílias do semiárido passarão a ter acesso a água

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) formalizou, nesta semana, com publicação no Diário Oficial da União, contratos para a instalação de mais um lote de cisternas de abastecimento humano do programa Água para Todos. Com a medida, mais 60.405 famílias moradoras de comunidades rurais difusas do semiárido em cinco estados passarão a ter acesso a água.

gua_para_todos55460

Os reservatórios serão implantados em comunidades rurais dispersas de Minas Gerais, Piauí, Pernambuco, Bahia e Sergipe. Os contratos têm por objeto o fornecimento, o transporte e a instalação das cisternas e somam investimentos de R$ 312 milhões. O processo de contratação de outras 7.956 cisternas pela companhia, em benefício do estado do Ceará, está em andamento.

“A instalação dessas cisternas tem por objetivo garantir segurança hídrica a famílias residentes em áreas rurais dispersas que se encontram em situação de extrema pobreza ou pobreza, e sem outra forma de acesso a água. Cada reservatório tem capacidade de armazenamento de 16 mil litros de água. Esta quantidade de água pode suprir a demanda associada às necessidades básicas de uma família de cinco pessoas por períodos de estiagem superiores a seis meses”, explica o coordenador-geral do Água para Todos na Codevasf, Elton Silva Cruz.

As cisternas implantadas são de polietileno e têm entre suas principais características a simplicidade do processo de instalação, a resistência e a vedação do armazenamento. O abastecimento ocorre durante os períodos chuvosos: a água da chuva é aparada no telhado do local beneficiado e conduzida, por meio de um sistema de calhas e canos, para o interior do reservatório. Com a observância de cuidados básicos – que são comunicados aos beneficiados em treinamentos específicos – a água é própria para saciar a sede e para o preparo de alimentos. Nas localidades em que a estiagem tem sido mais severa, as cisternas estão permitindo que os beneficiados guardem com segurança a água provida por carros-pipa. A vida útil do equipamento é estimada em 30 anos.

O programa

Uma ação continuada voltada para famílias incluídas no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) do governo federal desprovidas de qualquer outra fonte de suprimento hídrico, o Água para Todos teve início em 2011. O programa do Ministério da Integração articula esforços de vários parceiros para alcançar a meta de entregar 750 mil cisternas de água para consumo até 2014.

Fonte: Blog do Planalto / Vermelho

Leave a Response