Prefeito de São Paulo anuncia: não haverá aumento da passagem do ônibus, em 2015.

download (1)Com a aprovação da renegociação das dívidas de estados e municípios, pelo Senado Federal, com juros menores e prazos mais alongados, o que significará mais recursos em caixa, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad(PT), anunciou que isso permitirá que não se reajuste o preço da passagem do ônibus no ano que vem. Mais do que uma decisão de gestão, um gesto que simboliza como deve funcionar um governo democrático, no sentido de que deve mostrar-se sempre disposto a submeter-se ao interesse geral da população.

Há, sim, outros fatores a concorrer para essa decisão, como o fim do PIS e da COFINS para as empresas que exploram esse serviço, a desoneração das folhas de pagamentos dessas empresas, fatores que concorrem para a baixa dos custos de quem presta o serviço. Porém, no final das contas é o usuário que sustenta o funcionamento da máquina, bem como merecedor que persiga cada vez mais a excelência que dela o usuário reclama.

Que o exemplo de Haddad seja seguido em todo o Brasil. O passageiro certamente agradeceria e assim afastaríamos qualquer possibilidade da ocorrência de uma nova onda de “Não é pelos R$0,20”.
Já chega de tanto ódio destilado a partir de páginas de jornais e da boca dos tais ‘formadores de opinião’ televisivos, que trocaram essa função pela de difusores dos mais torpes preconceitos sociais, igualmente reverberados por políticos ávidos de poder, que só tem levado uma parcela da população a expor-se ao ridículo diante de todo o país diagnosticando tolices. Que a mídia tradicional cumpra seu papel e divulgue a exemplar medida do prefeito paulistano.

Fonte: nailharga

Leave a Response