Brasília-DF: Rede de Saúde passa a utilizar Telemedicina em Cardiologia

O paciente poderá realizar exames, como o eletrocardiograma, em qualquer unidade de Saúde do DF, descentralizando o serviço dos hospitais
O paciente poderá realizar exames, como o eletrocardiograma, em qualquer unidade de Saúde do DF, descentralizando o serviço dos hospitais

Na quarta-feira (13), o serviço de telemedicina em cardiologia foi inaugurado na rede de Saúde do Distrito Federal (DF). O evento será na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Recanto das Emas, entre as quadras 400 e 600, às 14h30. Todas as unidades de Saúde receberão a tecnologia. A iniciativa vai descentralizar os exames dos hospitais, diminuindo a fila de na área de cardiologia.
A capacitação dos profissionais, assim como a implantação do serviço, está acontecendo desde o dia 19 de fevereiro. De um total de aproximadamente 200 unidades de saúde, cerca de 70 já estão trabalhando com a telemedicina. Segundo o médico da família responsável pelo projeto, Ricardo Gamarski, “até o final de abril todos os profissionais serão capacitados e todos os pontos estarão com o serviço em funcionamento”.
Até agora, foram realizados 770 procedimentos de Tele Eletrocardiograma (Tele ECG). A expectativa é de que sejam realizados aproximadamente 20 mil diagnósticos por mês, entre Tele ECG, Tele Holter, Tele Monitoramento Ambulatorial da Pressão Arterial (MAPA) e Segunda Opinião, quando todo o sistema tiver implantado.
O Tele ECG será realizado em todas as unidades de saúde do DF. Os demais exames serão disponibilizados nos hospitais que têm a especialidade de cardiologia, como o Hospital de Base e os hospitais regionais de Taguatinga, Gama e Sobradinho.
De acordo com Ricardo, “a iniciativa vai melhorar a resolutividade da rede, já que o resultado dos exames sairá em poucos minutos e evitará o encaminhamento de pacientes apenas para a realização desses exames”.
O contrato firmado em dezembro de 2012 prevê que os exames sejam analisados prontamente por especialistas do Hospital do Coração de São Paulo, via telecomunicação. Os resultados devem ser enviados por telefone ou internet para a equipe de São Paulo e eles enviarão, em poucos minutos, o laudo do paciente. “Isso tudo tem acontecido em, no máximo, dez minutos”, afirma.
Exames e serviços realizados pela Telemedicina
Tele Eletrocardiograma (Tele ECG): possibilita que os sinais elétricos do coração sejam analisados, por meio da fixação de eletrodos no tórax do paciente.
Tele Holter: possibilita o monitoramento da atividade elétrica cardíaca do paciente em suas atividades diárias, durante 24h, por meio de eletrodos (fios) fixados em seu peito.
Tele Monitoramento Ambulatorial da Pressão Arterial (MAPA): é um método que possibilita a análise do comportamento da pressão arterial fora do ambiente de consultório médico, durante 24h.
Segunda Opinião: é um serviço que possibilita que o profissional de saúde solicite uma segunda opinião, para outro médico especialista em cardiologia. A iniciativa dá uma maior segurança para o profissional realizar o tratamento de pacientes em casos mais complexos.

 

Fonte: SECOM

Leave a Response