Catadores de recicláveis recebem treinamento

Foto: Pedro Ventura/Arquivo
Foto: Pedro Ventura/Arquivo

Primeira turma do curso de Agentes da Cidadania Ambiental começou na última semana

 BRASÍLIA (3/2/14) – Com o intuito de transformar o fechamento do Lixão em oportunidade de trabalho para os catadores de materiais recicláveis, a Secretaria de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda (Sedest) oferecerá um curso de capacitação. Ao todo, 480 desses trabalhadores assistirão às aulas em fevereiro.

 

O programa ainda oferece uma bolsa mensal de R$ 300, durante um ano, para os alunos que participarem de 12 horas mensais de capacitação. Nas primeiras aulas, a Sedest é apresentada, com os equipamentos e serviços para atender às demandas dos catadores.

 

A primeira turma do curso “Agentes da Cidadania Ambiental”, com 160 catadores, começou na última quinta-feira (30), no Centro de Capacitação de Treinamento da Sedest (CTC), e mais duas turmas devem ser iniciadas ainda esta semana.

 

Daniel Seidel, secretário de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda, falou da importância do curso para Agentes da Cidadania Ambiental. “É gratificante perceber a consciência que está se despertando nos catadores, de que precisam assumir a responsabilidade pela transformação do processo de fechamento do lixão em algo que será uma oportunidade de trabalho, renda e vida digna para esses trabalhadores”, observou.

 

Cleuma Cardoso, 27 anos, catadora da Cooperativa Ambiente participa do curso e comentou a ambientação. “Recebemos vários esclarecimentos sobre onde podemos buscar ajuda e apoio na Sedest. O benefício dos catadores e como o governo está atuando para nos atender foram informações que eu não tinha antes e que foram muito importantes para mim, pois estou mais segura que não ficarei desamparada, nem minha família ficará”, disse.

 

COMO PARTICIPAR – A Sedest está fazendo processo de seleção para o programa “Agentes de Cidadania Ambiental – Inclusão ao Mundo do Trabalho”, em que será selecionado um catador por família para receber uma bolsa de R$ 300 por mês, pelo prazo de 12 meses, podendo ser renovada. O objetivo do programa é garantir os mínimos sociais no período de transição de fechamento do Lixão para o ingresso dos catadores nas Centrais de Triagem.

 

O valor da bolsa  será pago mediante a contrapartida de participação dos selecionados em 12 horas mensais de capacitação. Inicialmente serão beneficiadas 1.000 famílias de catadores, mas, se constatado um número maior, esse quantitativo pode ser ampliado. O programa atenderá todas as famílias de catadores do DF.

 

Para receber o benefício, o catador deve estar inscrito, com dados atualizado,s no Cadastro Único para Programas Sociais e se referenciar em um dos CRAS.

 

(B.F./M.D.*)

Da Redação, com informações da Sedest

Fonte: GDF.GOV

Leave a Response