Famílias em situação de vulnerabilidade são convocadas pelo Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem

Foto: Mary Leal / Arquivo
Foto: Mary Leal / Arquivo

Mais de 800 pessoas que vivem em extrema miséria e catadores de resíduos sólidos foram beneficiados

 BRASÍLIA (10/9/14) – Mais de 800 pessoas que vivem em extrema miséria e catadores de resíduos sólidos incluídos no programa habitacional Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem foram convocados para apresentar documentação na Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab), para possível aquisição de moradia no Distrito Federal. A lista foi publicada no Diário Oficial do DF desta terça-feira (9).

 

A relação com essas famílias pertencentes a camadas mais pobres foi apresentada pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda (Sedest) e apreciada pela Codhab.

 

Essas famílias têm direito a 20% de cada área destinada à habitação de interesse social e fazem parte do grupo de idosos e pessoas com deficiência. Mas, para que sejam habilitadas pelo programa, deverão estar de acordo com a Lei 3.877, que trata da política habitacional do DF. Entre os critérios do programa estão: morar no DF, pelo menos, nos últimos cinco anos e nunca ter tido imóvel no DF.

 

Para que os técnicos da Codhab avaliem a documentação dos convocados, com o intuito de habilitá-los, eles deverão agendar a visita por telefone, pelo número 156 – opção 5, e comparecer, na data e horário marcados, ao Núcleo de Atendimento ao Público da Codhab, no Setor Comercial Sul, Quadra 6, Bloco A, no período entre o dia 10 de novembro e 19 de dezembro de 2014.

 

As pessoas com deficiência ou que tenham deficientes na família deverão comparecer ao Posto de Atendimento Avançado da Codhab, localizado na Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (SEJUS), no posto de atendimento da 114 Sul do Metrô, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, no mesmo período mencionado.

 

Veja a lista dos 789 convocados

 

Veja a lista dos 34 convocados

 

(M.D.*)

Da Secretaria de Habitação

Fonte: GDF.GOV

Leave a Response