São João do Cerrado: Ceilândia dá show de organização

Fonte: ACIC | Foto: ACIC
Fonte: ACIC | Foto: ACIC

 

O Maior São João do Cerrado que aconteceu de 29 de Agosto a 02 de Setembro foi mais uma vez um exemplo de que a população de Ceilândia se encontra preparada para receber eventos dessa magnitude e consolida a sua disposição em manter-se como sede e organizando o Carnaval do DF, apesar da insistência de movimentos que desejam levá-lo para o Plano Piloto.

A segurança pública no São Joao do Cerrado foi impecável, o número de ocorrências policiais foram desprezíveis diante de um público de mais de 500 mil pessoas em todos os dias do São Joao fora de época. O Ceilambódromo, palco do evento, estava totalmente ambientado para receber a população que veio de todas as partes do DF.

Atrações variadas

O público pode visitar a réplica da Vila Borborema, com suas casas coloridas exibindo artesanato, literatura de cordel, além de ilhas de forró para dançar agarradinho, barracas com as delícias da culinária nordestina, um coreto com repentistas e desafios, o Festival Internacional de Danças Folclóricas, a reprodução de um sítio com casa de barro, fogão de lenha, bodega, sob um céu de bandeirinhas e uma fogueira cenográfica de 15 metros de altura.

No palco de shows, uma programação diversificada e com música para todos os gostos. Além das atrações musicais, o evento foi marcado pelo casamento coletivo, no dia 01 de Setembro, onde 100 casais, selecionados por critérios sócio-econômicos, receberam toda a produção, para um casamento de verdade.

O Maior São João do Cerrado teve incentivo cultural do Governo do Distrito Federal, por meio da Secretaria de Cultura, da Admnistração Regional de Ceilândia, do Ministério da Cultura, e também das empresas: Petrobrás, Óticas Diniz, Casas Bahia, LG e SKY e apoio institucional da Associação

Leave a Response