Sem porta giratória e biombos, agência do Itaú é paralisada em Matozinhos

Bancários cobram segurança do banco para trabalhadores e clientes
Bancários cobram segurança do banco para trabalhadores e clientes

Para protestar contra a falta de segurança na agência do Itaú do município de Matozinhos (MG), os bancários paralisaram as atividades da unidade de trabalho nesta terça-feira (11). De forma irresponsável, o banco mantém o local em funcionamento sem porta giratória e sem biombos entre os caixas e a fila de espera. Esta é a única agência bancária da região que não conta com esses equipamentos básicos de segurança.

O Sindicato dos Bancários de Belo Horizonte e Região já havia cobrado, diversas vezes, a instalação da porta e dos biombos. Diante do descaso do banco, a única alternativa da entidade foi paralisar as atividades da agência.

“O Itaú coloca em risco a vida de todos que trabalham e utilizam os serviços da agência e alega estar analisando a viabilidade e os custos da instalação dos equipamentos. Exigimos que o banco trate com responsabilidade a questão. A paralisação em Matozinhos será mantida até que seja apresentado, pelo menos, um calendário para a realização das intervenções”, afirmou Ramon, que é funcionário do Itaú e diretor do Sindicato.

Nos nove primeiros meses de 2014, o Itaú apresentou lucro de R$ 14,95 bilhões, com crescimento de 34,1% em relação ao mesmo período do ano passado. Diante deste números, não há justificativa para que o banco continue expondo funcionários, clientes e usuários a graves riscos.

Além disso, o Itaú segue demitindo trabalhadores e cortando postos de trabalho em todo o Brasil. Nos últimos 12 meses, o banco cortou 308 empregos, seguindo na contramão da economia brasileira que gerou 904.913 novas vagas com carteira assinada em 2014. As demissões geram sobrecarga de trabalho e prejudicam, inclusive, o atendimento aos clientes.

Fonte: Contraf-CUT com Seeb BH

Leave a Response